​Agricultura nos Trópicos

Agricultura nos Trópicos

Praticamente, teve início no Bioma Cerrado, em 1975/76, quando da criação do Programa Polocentro e do Sistema Embrapa de Pesquisa Agropecuária, especificamente, do Centro de Pesquisa Agropecuária dos Cerrados (CPAC). A orientação se deu em cima de conhecer os ecossistemas, em solos com fertilização inorgânica, e desenvolvimento de sistemas de produção, eminentemente de sequeiro. Sempre quando em presença de água e de energia elétrica os agricultores passaram a utilizar pivô central para a irrigação. As melhores adaptações se direcionaram à cultivos destinados para a alimentação animal – soja, milho, sorgo, algodão, cana-de-açúcar e pastagens e forrageiras. Isso permitiu que o Brasil se posicionasse como um grande produtor agrícola mundial.

A drenagem e a matéria orgânica ficaram restritas a menções descritivas, a primeira por testes de infiltração e visual topográfico de bem drenado, e na segunda, a quantidade de MO superior a 2%.

O futuro indica ser chegado o momento de completarmos o “quebra-cabeça”, em nível de imóvel rural, entre: agricultura de sequeiro; irrigação agrícola; drenagem no meio rural e agricultura irrigada.