Em termos globais o Ciclo Hidrológico ou Ciclo da Água, é o movimento contínuo da água presente nos oceanos, mares, continentes e na atmosfera. A água biológica não é, necessariamente, considerada. Esse movimento é alimentado pela força da Gravidade e pela energia do Sol, que provocam a evaporação das superfícies líquidas e a evapotranspiração nos continentes. Na Agricultura Irrigada (Ai) interessa, em particular, o Ciclo Hidrológico Curto (CHC), ou seja, àquele que se dá no âmbito da propriedade ou do imóvel rural de produção.

O Ciclo do Carbono ocorre entre todos os principais reservatórios de carbono da Terra: a atmosfera; a terra; e os oceanos. O ciclo do carbono global é formado por dois ciclos que acontecem em diferentes velocidades: a) ciclo biogeoquímico; e b) ciclo biológico.

O Ciclo Biológico envolve as atividades tanto de microorganismos como de organismos microscópicos e está intimamente relacionado com o ciclo do oxigênio, já que a fotossíntese oxigênica tanto remove o CO2 como produz O2, enquanto que, ao contrário, o processo respiratório produz CO2 e remove O2.

O Ciclo Biogeoquímico regula a transferência do carbono entre a atmosfera e a litosfera (oceanos, rios, lagos e solos). Outra maneira de troca é encontrada no ciclo carbono-silicato (80% do total de CO2). O CO2 é removido da atmosfera principalmente pela fotossíntese e é devolvido por meio da respiração das plantas, dos animais e de microorganismos, alem de nós mesmos.